Follow:
Livros

Resenha: A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard

resenha a rainha vermelha 1

Autora: Victoria Aveyard / Páginas: 424 / Editora: Seguinte

Um dos gêneros literários que mais gosto é distopia. Adoro quando um livro bem escrito consegue não só me distrair e proporcionar bons momentos, como também fazer uma crítica velada a sociedade na qual vivemos. Agora, adicione um toque de fantasia a este livro, e pode ter certeza que vou sair recomendando-o aos quatro ventos.

No universo de A Rainha Vermelha o que determina seu lugar na sociedade é a cor do sangue. Prateados são poderosos não só política e financeiramente, como também por possuírem a habilidade de controlar os elementos, curar feridas e, entre outras coisas incríveis, controlar a mente alheia. Prateados são dominantes. Vermelhos são… plebeus. Vermelhos são dominados.

“A única coisa que nos diferencia – ao menos por fora – é que os prateados andam eretos. Já nossas costas são curvadas pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão com nosso fardo na vida.”

resenha a rainha vermelha 2

A Rainha Vermelha traz uma narrativa em primeira pessoa na qual acompanhamos a vida de Mare Barrow, uma adolescente vermelha que vive em um casebre apertado com sua família e muitas vezes precisa roubar para impedir que seus irmãos morram de fome. Mare aceita seu lugar no mundo, e tudo que aguarda do seu futuro é o dia em que irá para a guerra.

Mas e se vermelhos também tivessem poderes? E se Mare descobrisse seus poderes em meio a uma grande festa organizada por prateados na qual ela trabalharia? E se isso acontecesse na frente de todos os representantes da elite prateada? Isso com certeza mudaria sua vida.

É neste cenário que surgem a rainha má e os príncipes não tão encantados.

resenha a rainha vermelha 3

Mare é levada para o palácio real e obrigada pela rainha Elara a fingir ser uma prateada enquanto ajuda na luta contra o movimento rebelde Guarda Escarlate, um movimento vermelho. Mas como lutar contra seu próprio povo?

Mare também se vê obrigada a noivar com Maven, o reservado príncipe mais novo que sempre viveu à sombra do irmão e cujo o único defeito é ser filho da rainha má. Por mais que se identifique com o noivo, a verdade é que seu coração bate mais forte mesmo é por Cal, o perfeito príncipe herdeiro que coloca seu povo à frente de tudo e luta contra o movimento rebelde vermelho.

Em um livro onde o que predomina é o jogo de poder, não há muito espaço para se desenvolver um romance envolvendo três personagens egoístas e preocupados com os próprios problemas (com toda razão, claro). Apesar de algumas cenas fofinhas estarem lá para nos fazer torcer por mais nos próximos livros, em A Rainha Vermelha o que mais vemos mesmo é um enredo que gira em torno de uma luta política, cheio de traições e reviravoltas.

“Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia.”

resenha a rainha vermelha 4

É impossível não notar que A Rainha Vermelha é cheio de elementos narrativos que já vimos por aí em outros livros de distopia. Mas ao adicionar um toque de fantasia ao enredo, Victoria Aveyard conseguiu trazer identidade para a história. Por mais que os leitores mais assíduos do gênero talvez consigam visualizar o caminho pelo qual o livro está seguindo, garanto que haverá surpresas ao longo dos capítulos. E no fim, é impossível não ficar curioso para saber o que vai acontecer nos próximos livros.

Além disso, a narrativa leve (apesar do tema) e em primeira pessoa, faz deste um daqueles livros em que a gente diz “só mais uma página”, e quando percebe, já chegou ao fim.

Mas por que falar de A Rainha Vermelha logo agora? Se você, assim como eu, é ansiosa e odeia esperar por continuações, esse é o momento perfeito para ler A Rainha Vermelha, já que o segundo livro da série, intitulado Espada de Vidro, acaba de ser lançado. Já dá para ler os dois na sequência, hein!

resenha a rainha vermelha 5

“Todo mundo pode trair todo mundo.”  

Acompanhe o Burguesinhas:

Youtube | ♥ Facebook | ♥ Twitter

Pinterest | ♥ Snap: carla.santanna

♥ Instagram: carlasantanna

Share:
Previous Post Next Post

Você também vai gostar:

6 Comments

  • Reply Daiana Henckes

    Nossa… Ameiii a resenha do livro!!!
    Doida pra ler já…
    Você arrebenta sempre Carla!

    Responder

    Carta Sant'Anna Carta Sant'Anna, respondeu:

    fevereiro 14th, 2016 @ 7:28 pm

    Obrigada, Dai! Depois me conta se gostou! 😉

    Responder

    fevereiro 14, 2016 at 7:23 pm
  • Reply Taay

    Que legal tua resenha. Não conhecia o livro, mas fiquei encantada. E já quero ler.
    Lindas fotos.
    bjuxx
    http://www.taayvargas.com

    Responder

    Carta Sant'Anna Carta Sant'Anna, respondeu:

    fevereiro 15th, 2016 @ 1:49 pm

    Obrigada, Taay! Leia sim e depois me conte se gostou! 😉

    Responder

    fevereiro 14, 2016 at 11:36 pm
  • Reply Bela

    Você já viu o filme da mesma temática, que se não me engano, chama a Rainha sangrenta? <3 É sensacional!
    Ahazou nas fotos!

    Responder

    Carta Sant'Anna Carta Sant'Anna, respondeu:

    fevereiro 20th, 2016 @ 2:23 pm

    Ainda não vi, vou procurar!

    Responder

    fevereiro 18, 2016 at 7:28 pm
  • Leave a Reply