Com pandemia, looks ‘Comfy Wear’ invadem o guarda roupa das brasileiras

Fernanda Gazal, especialista em consultoria de imagem e marketing de moda, explica a tendência e como aplicá-la no dia a dia

Quem nunca sonhou em usar peças de roupa que fossem bonitas e confortáveis ao mesmo tempo? É justamente essa a ideia da moda comfy, permitir que a mulher una conforto e estilo juntos no mesmo look.

A nova tendência traz peças de cores neutras, tecidos leves e modelagens que ficam mais larguinhas no corpo, trazendo mais liberdade de movimento e praticidade, porém apesar de ser confortável não passa a impressão de desleixo.

Além disso, são roupas que você pode adaptar para usar em qualquer lugar, seja em casa, em passeios, em eventos informais e até mesmo no trabalho. 

Essa tendência explodiu com a chegada da pandemia e a nova realidade do mundo exigiu que a moda se reinventasse para suprir as necessidades atuais. “

O comfy wear cresceu principalmente nessa fase onde as pessoas sentiram a necessidade de trazer o conforto para o seu dia a dia, mas sem perder a sofisticação e estilo. O pijama e as roupas de academia já não eram mais viáveis, porque apesar de as pessoas estarem trabalhando em casa, precisavam criar um ambiente mais formal para conseguir atender as demandas do trabalho, como por exemplo, nas reuniões virtuais”,

explica Fernanda Gazal, especialista em consultoria de imagem, marketing de moda, body language e comunicação. 

Para montar um look comfy opte por peças com elástico ou amarração na cintura e caimento mais soltinho.

“Existe um truque de estilo conhecido como hi-lo (high-low) que significa “alto- baixo”, que é quando combinamos peças opostas, como por exemplo, peças mais casuais com peças mais sofisticadas no mesmo look, que pode ser aplicado no mundo comfy sem problema nenhum”,

ressalta Fernanda. 

Vale também adicionar acessórios para complementar. Um exemplo bacana é usar um conjunto calça + blusa neste estilo e adicionar uma jaqueta jeans e tênis de couro ou mule para um compromisso mais casual, ou então blazer e sapato de salto para um evento mais sofisticado.

Aqui no Brasil é a hora de tirar os casacos do armário e produzir looks que ajudem a enfrentar o frio, de forma elegante e aconchegante. “Uma ótima opção dentro da tendência comfy para quem tem que sair de casa é adicionar um sobretudo, uma jaqueta de couro ou um cardigan mais grosso e combinar com um tênis, que pode ser de couro, ou até mesmo bota, de cano curto ou longo”, aconselha a consultora.

Usar esse tipo de roupa impacta na produtividade e na autoestima de quem adere ao home office. Além disso, é uma tendência acessível, que cabe no bolso de todos os tipos de públicos. A pandemia pode passar, mas muitos hábitos adquiridos durante esse período permanecerão e dentro da moda não é diferente.

“O conforto unido com a elegância é muito democrático, não só para quem fica em casa, mas para a correria das mamães e dos afazeres do dia a dia. Queremos nos vestir bem, nos sentir bem, mas não precisamos mais abrir mão do conforto”, finaliza. 

Sobre Fernanda Gazal

Formada em administração de empresas e especialista em consultoria de imagem, marketing de moda, empreendedorismo, body language e comunicação. Mora desde 2016 em Sydney, na Austrália, onde fundou a The Evolve Company, empresa focada em cursos e especializações de desenvolvimento pessoal, mindset, imagem, comunicação e branding.

Criadora do método SUPERSELF, uma proposta, única e exclusiva, que vê a Imagem Pessoal por uma perspectiva 360°, auxiliando, com clareza, mulheres a conquistarem seus sonhos, descobrirem suas identidades e propósitos e a assumirem o controle de suas vidas através de seu estilo, imagem pessoal, mindset, postura e comunicação.

Em seu Instagram (@fernandagazaloficial), a influenciadora reúne mais de 32 mil seguidores, que buscam conhecimento e acompanham a sua rotina vivendo na Austrália.

Site: https://fernandagazal.com.br/

Mídias Sociais: @fernandagazaloficial