mulher dei biquine com a barriga pra cima -abdominoplastia
Estética Feminina

Qual a Diferença Entre Abdominoplastia total e Mini?

Descubra mais sobre as técnicas que auxiliam na barriga negativa

Quem nunca se incomodou com a flacidez ou aquela gordurinha na região abdominal na hora de pôr um biquíni ou roupa mais marcada no corpo?

Abdominoplastia total

Em Alguns casos, as atividades físicas e boa alimentação se mostram importantes aliados para alcançar o resultado tão desejado para perder a barriga. Mas para acelerar o processo a abdominoplastia total ou mini podem entrar como alternativas, como explica a Cirurgiã Plástica Dra. Thamy Motoki:

Na primeira, trabalhamos todo o abdome, incluindo a musculatura flácida, gordura, a pele e o umbigo. Ela é indicada para pacientes que apresentem flacidez generalizada na região”,

alerta médica.

Miniabdominoplastia

Diferente do outro procedimento, a miniabdominoplastia é indicada para quem apresenta flacidez localizada apenas no abdome inferior.

“Nessa técnica, normalmente, trabalhamos apenas a pele. A cicatriz é menor e mantemos o umbigo intacto”,

explica a médica.

Human Clinic Thamy Motoki BY Ale Santos e Diego Nata 5670
Dra. Thamy Motoki_Crédito:Human Clinic

Recomendações da Médica

Dra. Motoki conta que os procedimentos não são indicados para pessoas que possuem doenças sistêmicas como hipertensão ou diabetes, e para quem tem doenças de pele descompensadas (dermatites).

“Para fazer os procedimentos são necessários exames pré-operatórios de acordo com a faixa etária e comorbidades de cada paciente. É importante estar na faixa de peso adequado.

Leia Também: Método LPF – Da barriga negativa à saúde integral

Recuperação

Também é recomendável cessar o tabagismo por pelo menos um mês antes da cirurgia”, aconselha a médica. É possível perceber o resultado logo após a cirurgia, apesar do inchaço. Mas o resultado definitivo é visto de fato por volta do 9º ao 12º mês depois do procedimento”, explica a Dra. Thamy Motoki.

Durante a recuperação deve ser evitado esforços por duas semanas. As atividades físicas mais intensas são liberadas no segundo mês. “No pós-operatório o paciente deve utilizar a malha de compressão, que ajudará no controle do inchaço e recuperação mais rápida”, diz.

No protocolo de atendimento da médica cirurgiã plástica, o acompanhamento acontece em conjunto com a equipe de fisioterapia especializada para realização de taping intraoperatório e das drenagens linfáticas.