Sorriso e autoestima: Entenda a relação

O sorriso e autoestima são dois fatores correlacionados que impactam no bem-estar e em toda a qualidade de vida das pessoas. Em vista disso, muitos brasileiros têm procurado nos tratamentos estéticos odontológicos uma ajuda para a manutenção da autoconfiança.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE), a busca por procedimentos que deixem os dentes mais bonitos aumentou 300% entre os anos de 2015 e 2018. 

Inclusive, os especialistas afirmam que essa tendência está se repetindo neste período de pandemia e que é provável que mantenha o crescimento.

Esse comportamento é explicado devido ao aumento do uso das redes sociais e da necessidade de aceitação pública que esses meios de comunicação causam nos indivíduos, bem como a promoção de seu impacto direto nas atividades e maior acesso aos procedimentos.

Apesar de ser muito relacionado apenas à estética, a verdade é que o sorriso pode atingir inclusive os relacionamentos no cotidiano e a saúde geral e, por isso, o devido cuidado se faz necessário.

Importância do sorriso nas relações sociais

O sorriso cumpre algumas funções sociais muito importantes. Por isso, os problemas na aparência bucal podem causar sérias consequências na autoestima e nas relações interpessoais do paciente.

A estética e a saúde dentária podem afetar, inclusive, a vida profissional das pessoas, uma vez que a insegurança impacta nas decisões, atrapalha o desempenho nos trabalhos em grupo, prejudica a concentração e diminui a produtividade.

Além disso, as disfunções bucais podem causar situações como:

  • Mau hálito;
  • Dores de cabeça crônica;
  • Danos na aparência dos dentes devido à ação bacteriana;
  • Escurecimento do esmalte dentário;
  • Problemas na articulação temporomandibular (ATM).

Por isso, as intervenções odontológicas têm sido fundamentais para a manutenção da saúde bucal e do aperfeiçoamento da beleza dos dentes.

Tratamentos estéticos para dentes mais brilhantes e harmônicos

Atualmente, existe uma enorme variedade de tratamentos odontológicos que visam proporcionar a melhora da aparência e a harmonização do sorriso por meio de procedimentos que envolvem desde a correção da cor até o reposicionamento dos dentes.

Essas intervenções estéticas variam em técnicas, preços e na durabilidade dos efeitos. 

Assim, em conjunto com o dentista, o paciente acaba tendo a palavra final na escolha dos métodos e dos materiais, conforme recomendações.

Mas antes de tomar qualquer decisão, é preciso compreender quais são esses tratamentos e o que cada um possibilita.

  1. Implante dentário

Muitos fatores podem contribuir para a perda dentária, desde acidentes na região bucal até o agravamento de doenças bacterianas como a cárie e a periodontia. 

De qualquer forma, a falta de um dente pode causar grande constrangimento durante a fala e em ocasiões sociais.

Nestes casos, a aplicação do implante dentário pode ser a melhor solução para recuperar a tranquilidade de interagir em público e de sorrir sem vergonha. 

Isso ocorre, principalmente, porque o implante é uma solução mais estável e confortável do que as próteses comuns.

Ele é composto por uma base de titânio que é fixada no osso abaixo da linha da gengiva, para servir de sustentação do dente postiço. 

É possível repor um único dente, um pequeno grupo ou toda a arcada dentária a partir desse tipo de cirurgia e esse procedimento pode durar a vida toda.

  1. Tratamento ortodôntico

Já o aparelho ortodôntico, é recomendado para a realização de correções estruturais nos ossos maxilares e na disposição dos dentes, melhorando o alinhamento, o encaixe inadequado das arcadas dentárias, o diastema, entre outros fatores.

Mas ainda que os dentes tortos possam causar desconforto e insegurança nos pacientes, algumas pessoas se sentem incomodadas com o uso de aparelhos ortodônticos durante a vida adulta. 

Contudo, esse é um problema que pode ser facilmente corrigido com as versões invisíveis desses acessórios.

O aparelho de dente é responsável por facilitar a mastigação, melhorar a dicção e a respiração, aliviar dores no maxilar e no pescoço, prevenir o desgaste dos dentes e facilitar a escovação. Além disso, ele proporciona um sorriso mais simétrico e agradável.

  1. Lente de contato dental

Enquanto o tratamento ortodôntico resolve problemas estruturais mais severos, o uso da lente de contato dental pode melhorar o aspecto geral dos dentes em até três consultas. Além disso, ele é pouco invasivo e pode durar até 20 anos.

A lente de contato, ou facetas dentárias, são placas ultrafinas de porcelana que são fixadas ao redor dos dentes naturais. 

Elas realizam a padronização do tamanho dos dentes, aperfeiçoam a cor, escondem quebras ou trincos e preenchem o espaçamento entre os dentes.  

No entanto, é importante ressaltar que o dentista pode precisar desgastar os dentes naturais para encaixar a capa de porcelana, e esse processo não tem correção.

  1. Clareamento dental

O clareamento dental é o procedimento estético mais procurado pelos brasileiros. Isso se deve ao fato deste ser um tratamento não invasivo, que dispensa o uso de anestesias, é mais economicamente viável e ainda produz resultados imediatos.

Além disso, com a supervisão de um profissional, o processo pode ser feito em casa com a ajuda de uma moldeira ou em consultório com o auxílio de luzes ultravioleta ou lasers. 

Se feito por um bom dentista, o clareamento pode durar até três anos e não apresenta efeitos colaterais. Essa é uma ótima forma de recuperar a autoestima e ter dentes mais brancos e brilhantes. 

Assim, conforme os resultados desejados, diferentes procedimentos reparatórios ou mesmo para melhorar o alinhamento e beleza do sorriso podem ser realizados, desde que haja a devida avaliação com o profissional para identificar possíveis necessidades antes do tratamento.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.