Camuflagem de Olheiras que deram Errado

Veja algumas das Camuflagem de Olheiras que deram Errado e quais são os riscos

Não é um segredo que a micropigmentação foi além da maquiagem permanente tradicional… O serviço do especialista em micropigmentação vêm substituindo os serviços de profissionais da saúde como; o dermatologista ou mesmo o cirurgião plástico.

Com os recursos de alta precisão dos equipamentos, principalmente tinturas específicas e novas técnicas de trabalho, é o caso da técnica Permanent Concealer, popularmente conhecida como a camuflagem de olheiras e manchas.

O problema das olheiras (hematomas) sob os olhos torna a vida complicada no dia a dia. A necessidade de se camuflar constantemente com corretivo especial cansativo e demorado. Sem corretivo, você fica com uma aparência de cansada e ainda mais velha do que a sua idade.

E quando a camuflagem de olheiras dá errado?

clareamento de olheiras que deu errado
Cliente da uma clínica de estética que teve a olheira piorada após a micropigmentação

A mulher pagou R$ 1.500, mas, na primeira sessão, as olheiras não clarearam. Na verdade, ficaram ainda mais escuras. Jussara chegou a fazer cinco sessões no total e o aspecto dos olhos só piorou. Fonte R7

Como o preenchimento de olheiras corrige o volume da região, mas não os outros fatores associados ao problema, os pacientes podem sentir uma piora no caso.

As olheiras que podem ficar mais evidente. Além disso, se aplicada de forma errada, com técnica errada, pode sim piorar o aspecto das olheiras, criando até bolsas.

O efeito pode ser o contrário e o rosto da pessoa tende a manchar. A região das pálpebras é altamente irrigada, pois artérias e veias passam por lá.

Então, qualquer processo injetável tem riscos de complicações. Se maquiagem tradicional que é removível pode causar alergias, imagina a tinta da pigmentação que não sai?

O que pode dar errado na Camuflagem de olheiras?

Perda da visão

A oftalmologista Juliana Lasneaux alerta que a região das pálpebras é altamente irrigada, pois artérias e veias passam por lá.

Então, qualquer processo injetável tem riscos de complicações: “Isso pode causar infecções, perda da visão, paralisias ou até hemorragias no cérebro”, alerta.

Tratamentos seguros

Para quem quer manter uma pele bonita sem correr riscos, o recomendado é fazer tratamento com acompanhamento de um dermatologista.

“O melhor é procurar ajuda de um especialista e ver qual o tipo da sua olheira, se o problema é vascular, pigmentar, profundidade do local ou um misto deles. Existem tratamentos diferentes para cada tipo de olheira, que vão de ácidos a lasers”, explica a dermatologista.

As pacientes podem optar por tratamentos semipermanentes, como o uso de lasers e preenchimentos.

Para quem procura algo mais acessível e temporário, o recomendado é o uso de corretivos e maquiagem que também devem ser orientados por dermatologistas, que vão saber indicar quais são os produtos adequados para cada tipo de pele.

Compartilhe nas redes sociais :)